O Pavilhão Carlos Lopes, datado de 1932 e reaberto a 18 de Fevereiro de 2017, situa-se em pleno coração do Parque Eduardo VII, entre o Marquês de Pombal e a Praça de Espanha, numa das zonas mais centrais e nobres da Cidade, com excelentes acessibilidades viárias, estacionamento e transportes públicos (acesso directo à estação do Metropolitano do Parque).

Recentemente intervencionado e recuperado, a fachada principal manteve os painéis de azulejos, em azul e branco, produzidos pela Fábrica de Sacavém, em 1922, representando cenas da História de Portugal com temas dedicados a Sagres, à Batalha de Ourique, à Ala dos Namorados na Batalha de Aljubarrota e ao Cruzeiro do Sul.

Da autoria e execução do escultor Raúl Xavier, as esculturas “Arte” e “Ciência”, preservaram-se na parte da frente do edifício, conferindo ao Equipamento um perfil monumental assinalável, integrado num não menos assinalável espaço exterior, com as áreas arborizadas e ajardinadas do Parque Eduardo VII e com uma vista única da Cidade.

 

A reabilitação do Pavilhão permitiu dotar este equipamento/espaço de condições únicas para a concretização dos mais representativos eventos corporativos, espectáculos musicais, congressos, conferências, acções desportivas e culturais, entre outras acções/iniciativas que Instituições ou Empresas queiram realizar neste espaço nobre de Lisboa.

 

  Curiosidades

 

 Galeria

Equipamentos e serviços